Limeira realiza concurso sobre erradicação do trabalho infantil

A Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Educação, promoverá o 5º Concurso de Atividades sobre Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, com o tema: “Brincar e aprender, trabalhar quando crescer”. O objetivo é conscientizar sobre a necessidade de prevenir e erradicar o trabalho infantil. O concurso será destinado aos alunos da educação infantil, ensino fundamental e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

 

As atividades serão desenvolvidas nas escolas municipais, no período de 27 de julho a 28 de agosto. A data de premiação será no dia 8 de outubro, às 19h, no Teatro Nair Bello.

 

A chefe do departamento de Serviço Social Educacional, Maria Helvira Arantes Andrade Hansen Martins, explicou que para a realização do concurso o tema será trabalhado na rede municipal de ensino, desta forma, foram convocadas todas as unidades escolares para explicar a importância de apresentarem trabalhos inerentes aos assuntos elaborados por seus alunos.

 

“Buscamos, por meio de ações pedagógicas, mudar a cultura relacionada ao trabalho infantil. Ressaltamos a importância de trabalhar com os alunos os valores relacionados ao trabalho produtivo, entretanto deve ser destacado que o trabalho precoce prejudica a saúde e compromete o processo educativo das crianças, impedindo também seu desenvolvimento pleno”, afirmou.

 

CONCURSO

 

O regulamento foi publicado na sexta-feira, 24 de julho, no Jornal Oficial do Município. O concurso será divido em categorias e prevê que os alunos da categoria “A” realizem trabalhos, por meio da modalidade desenho temático, sobre o tema proposto. Os estudantes da categoria “B” irão fazer atividades com verbete de curiosidades, por exemplo, “Você sabia que”, sobre o tema proposto. Para os alunos das categorias “C” e “D”, os trabalhos deverão ser realizados na modalidade carta de opinião, que deverá ser endereçada à Comissão Organizadora do Concurso.

 

Os alunos que conquistarem o 1º lugar de cada categoria ganharão um notebook; o 2º lugar de cada categoria ganhará um videogame e o 3º lugar uma bicicleta.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Wagner Morente

DSC_8653a

 

 

Educadores participam de oficina com professor Sassá

Professores, monitores e merendeiras de algumas escolas municipais de Limeira participaram de uma oficina de reciclagem com o professor Sassá, conhecido por apresentar durante anos um programa educativo da TV Cultura, de São Paulo. Ele foi o responsável em ministrar a oficina de forma diferente e especial aos servidores da rede. O evento promovido pela Emei Bruno Rizzo Marostegan ocorreu na última sexta-feira, 24 de julho, na própria escola.

 

A diretora da escola, Gláucia C. A. Meneghim Malligieri, contou que o objetivo da oficina foi trazer ideias, por meio dos materiais recicláveis, que seriam possíveis produzir brinquedos para serem utilizados nas atividades educativas das crianças.

 

“Era um sonho antigo poder trazer o professor Sassá aqui na escola. Eu, e muitos educadores acompanhávamos os programas dele pela televisão. A nossa intenção era trazer ideias novas e diferentes para produzirmos brinquedos que pudéssemos utilizar para as crianças. Foi um sonho compartilhado com toda a equipe”, informou.

 

Para a monitora, Beatriz Vieira, do centro infantil Mariana Seleghin Pereira, é uma oportunidade aprender novas ideias para a reutilização de materiais recicláveis, além da importância do educador trabalhar esse assunto desde o início da vida escolar das crianças.

 

“É importante dizer que o monitor também tem o papel de educar, não só de cuidar. As ideias que o professor Sassá nos trouxe contribuirão muito para desenvolvermos nas atividades com as crianças”, frisou.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Adilson Silveira

Foto Adilson Silveira (1) Foto Adilson Silveira (2) Foto Adilson Silveira (3) Foto Adilson Silveira (4) Foto Adilson Silveira (5) Foto Adilson Silveira (6) Foto Adilson Silveira (7) Foto Adilson Silveira (8) Foto Adilson Silveira (9) Foto Adilson Silveira (10) Foto Adilson Silveira (11) Foto Adilson Silveira (12) Foto Adilson Silveira (13) Foto Adilson Silveira (14) Foto Adilson Silveira (15) Foto Adilson Silveira (16) Foto Adilson Silveira (17) Foto Adilson Silveira (18) Foto Adilson Silveira (19) Foto Adilson Silveira (20) Foto Adilson Silveira (21) Foto Adilson Silveira (22)

Alunos são recebidos com enfeites e balões coloridos no retorno às aulas

Os alunos da rede municipal de ensino de Limeira retornaram das férias nesta segunda-feira, 27 de julho. As escolas, como acontecem em todos os retornos às aulas, preparam um acolhimento especial para receberem os alunos.

 

Na Emeief Professora Benedicta de Toledo, os alunos foram recebidos de uma maneira diferente, com muitos enfeites e balões coloridos para estimular ainda mais as crianças a voltarem com mais disposição aos estudos.

 

A diretora da unidade, Rosângela Galache , contou que a equipe se empenhou em proporcionar um ambiente mais alegre para receber os alunos, que ainda tem pela frente mais um semestre de muito estudo para cumprirem.

 

“No recesso escolar a equipe se prontificou a fazer enfeites dos personagens Minions e também balões coloridos, para que nossas crianças fossem recebidas com festa. Temos mais um semestre a ser cumprido, então, que seja com muito entusiasmo”, afirmou Rosângela.

 

Ainda, segundo a diretora, as crianças são os personagens principais. “Queremos que o aprender venha de forma alegre e fique mais presente na mente desses alunos, para que eles possam compartilhar desses conhecimentos com a família e toda a comunidade” ressaltou.

Jornalista: Vanessa Ferreira
Créditos: Divulgação.
20150727_065816 20150727_065921 20150727_070218 20150727_072317 20150727_072449 20150727_073015 20150727_073156 20150727_073417 20150727_075851

Educadores participam de treinamento sobre primeiros socorros

Os educadores do centro infantil Irmã Maria José de Jesus Silva participaram de um treinamento de noções básicas de primeiros socorros. O treinamento foi ministrado pelos profissionais do Samu. A intenção deste treinamento foi de orientá-los quanto à importância de realizarem os procedimentos corretos que envolvem nas situações de emergência.

 

A diretora do centro Infantil, Maria Gorete dos Santos Damaceno, explicou que o treinamento é preventivo e por isto a necessidade de oportunizar orientações e treinamento à equipe que trabalha com as crianças de 0 a 5 anos.

 

“O treinamento teve a duração de três horas e meia, e foi direcionado para as ações relacionadas aos primeiros atendimentos em casos de emergência, demonstrados de maneira dinâmica, criativa e o mais próximo possível da nossa realidade”, explicou.

 

Gorete informou ainda que cada funcionário teve a oportunidade de vivenciar e aplicar em bonecos de vários tamanhos e pesos, as orientações dos procedimentos necessários em casos de engasgos, refluxos, desmaios e fraturas.

 

“A equipe gestora da unidade escolar possui a convicção de que um atendimento seguro e de qualidade se realiza a partir do entendimento dos protocolos de saúde. Esse treinamento foi muito importante por isso”, destacou a diretora. Ela também agradeceu os profissionais do Samu em nome de todos os servidores que participaram do treinamento.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Divulgação.

10410146_470149753158487_2210268946848980509_n 11053622_470150089825120_7755100891221033380_n 11232122_470149949825134_6107115119550629414_n 11707697_470150036491792_2284613325128005602_n 11745878_470149783158484_7180331481476838303_n 11745954_470150056491790_8264108799784689938_n 11753646_1620102821604873_4255776661121050874_n

Alunos de Limeira desenvolvem trabalho com histórias de Monteiro Lobato

Alunos da rede municipal realizaram trabalhos literários que contribuíram para a elaboração do livro “Visitando o mundo das histórias de Monteiro Lobato”, desenvolvido pelas professoras da Secretaria de Educação, em parceria com a biblioteca pedagógica da Pasta. O projeto foi iniciado no primeiro semestre deste ano (2015), e continuará neste segundo semestre com outros autores da literatura.

 

A bibliotecária Taciana Lefcadito Alvares explicou que o livro foi elaborado a partir dos trabalhos que os alunos realizaram no projeto literário “Lendo, Contando e Produzindo Textos, e foi desenvolvido para atender os estudantes do ensino fundamental, com o objetivo de trabalhar os projetos de leitura e contação de histórias.

 

“O intuito desse projeto, mais precisamente, foi o de contribuir com a ampliação dos conhecimentos literários e culturais dos alunos. O título do livro foi sugerido pelos alunos da Ceief Professor Deovaldo Teixeira de Carvalho.”, informou.

 

Ainda de acordo com Taciana, como parte do projeto, os alunos visitaram a biblioteca pedagógica da Secretaria de Educação. “Durante a visita os alunos assistiram uma apresentação sobre a vida e a obra de Monteiro Lobato. O autor foi escolhido para o início deste trabalho por ser identificado pela equipe, como autor brasileiro de vários livros de literatura infanto-juvenil”, explicou.

 

Para Taciana, este momento proporcionou o contato com as obras, as histórias e os personagens do Sítio do Picapau Amarelo, ajudando-os a entender como as obras são organizadas.Em seguida, sempre ao término das apresentações dos filmes, os alunos participaram de uma brincadeira de adivinhação com os personagens do Sítio do Pica-pau Amarelo e registraram, por meio de textos ou ilustrações as impressões da visita.

 

Neste projeto, os alunos-leitores puderam perceber a importância do acesso ao livro e à leitura, assim como, a valorização da biblioteca dentro e fora da escola. Essa interação possibilitou o contato com um ambiente que convida os alunos à leitura e ao manuseio de livros infanto-juvenis, uma interação criativa que agrega novas e diferentes informações ao aluno.

 

“Agradecemos a todos os alunos e professores das unidades escolares envolvidas nesse projeto e desejamos que muitos outros projetos possam contar com a parceria da biblioteca pedagógica”, destacou Taciana.

 

Este livro foi elaborado com apoio e coordenação das professoras da Educação, Suzelaine Cristiana de Souza Martim, Helcimara G. Belo Sabino, Amanda J. Hergert Stradiotto e Tânia D. Menezes Geraldello em parceria com a bibliotecária Taciana Lefcadito Alvares e a monitora Isabel Cristina Savoy Passos, também da biblioteca pedagógica.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Divulgação

Projeto de bem-estar animal é inserido nas escolas municipais

A Prefeitura de Limeira transformou um projeto piloto sobre bem-estar animal e posse responsável desenvolvido em parceria com o CRMV-SP (Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo) e a Amvel (Associação dos Médicos Veterinários de Limeira) em programa pedagógico realizado com os alunos da rede municipal de ensino.

 

Na última semana, a vereadora Érika Tank, responsável em intermediar a parceria, o CRMV-SP e a Amvel fizeram a doação de 15 mil cartilhas, trabalhadas dentro de sala de aula, ao Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente.

 

Segundo a diretora de Proteção e Bem-Estar Animal, Giuliana Quitério, a cartilha tem contribuído especialmente para conscientizar sobre a importância dos cuidados com os animais e contra os maus-tratos. “Animal não é brinquedo. É preciso ter responsabilidade, cuidar bem e levar ao veterinário”, afirmou.

 

As cartilhas, que estão na segunda edição ­– no ano passado, foram distribuídos 10 mil exemplares –, foram inseridas no programa de Guarda Responsável promovido pela prefeitura e levadas às escolas. Com os resultados positivos, o trabalho foi incorporado ao programa pedagógico da Secretaria de Educação. “As cartilhas funcionam como material educativo, as crianças fazem visitas ao Departamento de Bem-Estar Animal e estamos ampliando estas visitações”, declarou Giuliana.

 

Os professores e coordenadores da rede municipal de ensino também passaram por capacitação. Recentemente, 120 profissionais da educação receberam um curso de formação com o tema da guarda responsável e do bem-estar animal tendo a cartilha como material pedagógico.

 

Conforme a coordenadora da área de história e da equipe de educação ambiental da Secretaria de Educação, Ana Paula Beck Zacharias, a cartilha apresentada aos docentes traz uma linguagem acessível às crianças e possui elementos lúdicos que auxiliam no aprendizado, como jogos e brincadeiras.

 

“As crianças realizam uma série de atividades. As escolas tiveram interesse no material e algumas estão até fazendo adaptações e apresentações para trabalhar a questão da conscientização”, disse.

 

A vereadora Érika Tank, que sempre foi ligada a questões da saúde pública, conheceu a cartilha pelo seu trabalho em parceria com a Amvel e auxiliou na parceria com a prefeitura. “Muitas vezes não temos ideia de como estas questões nos cuidados com os animais são importantes no dia a dia da saúde e da relevância do trabalho do médico veterinário”, citou.

 

 

ESTÍMULO

 

De acordo com o ouvidor do CRMV-SP, Maurício Etechebere, a cartilha foi elaborada por uma equipe capacitada para atender a esta proposta educacional. “Como foi bem aproveitada pela rede pública, houve a solicitação da Amvel para distribuirmos mais cartilhas, o que é motivo de orgulho, pois o retorno está sendo muito bom.”

 

O presidente da Amvel, Vinícius Albertin, relatou que a associação teve contato com a cartilha no ano passado, em uma feira especializada em São Paulo, e solicitou o envio de exemplares para Limeira, dando continuidade ao projeto este ano.

 

“Nosso objetivo é que haja um relacionamento melhor entre os veterinários e a sociedade, mostrando a importância dos cuidados com os animais e a da prevenção. É preciso estimular especialmente as crianças para um comportamento responsável, entendendo que o animal é um ser vivo e não é descartável”, falou.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira.

Créditos: Divulgação

Cartilha (2)

 

Livro publica trabalho desenvolvido em Limeira

Projeto desenvolvido com alunos da rede municipal de ensino de Limeira integra livro distribuído nas escolas públicas do Brasil, por meio do Programa Nacional Biblioteca na Escola. O trabalho que compõe o livro “Leitura e escrita – como aprender com êxito por meio da pedagogia por projetos”, escrito por Maria Cecília de Oliveira Micotti, foi apresentado na última sexta-feira, 24 de julho, para os educadores da escola Deputado Laércio Corte.

 

Este projeto foi desenvolvido por dois anos pelas professoras Rosemary Ap. Vaz Gonçalves e Rosana Ap. Torquato da Silva, com alunos dos 2º e 3º anos. O diretor da unidade, Walmir Alves Pereira, conta que a apresentação teve o objetivo de compartilhar ideias e experiências vivenciadas, uma vez que os projetos das professoras conseguiram alcançar resultados muito positivos no desempenho acadêmico dos alunos.

 

“Nesse dia, nos reunimos para planejarmos ações para o segundo semestre e retorno dos alunos. Acreditamos na troca de experiência entre os professores e no compartilhamento de ideias, nesse sentido, aproveitamos e abrimos o espaço para que as professoras Rosana e Rosemary explanassem sobre suas práticas utilizadas nestes projetos”, destacou Pereira.

 

A professora Rosemary falou sobre o surgimento do projeto e como ele foi desenvolvido com os alunos que apresentavam baixo desenvolvimento escolar e estavam desacreditados.

 

“Quando começamos a desenvolver o projeto e começamos a apresentá-los nos simpósios da Unesp, por meio do grupo de estudos ‘Raios de Sol’, a professora Maria Cecília pediu para que transformássemos o projeto em um livro”, afirmou.

 

“Um processo para a vida” é o tema do projeto da professora Rosemary, que teve como foco alfabetizar os alunos que apresentavam deficit de aprendizagem, baixa autoestima, dificuldades na escrita, textos sem pontuação e outros problemas. “Eu precisa reverter essa situação. Começamos a desenvolver atividades que os próprios alunos escolheram, a partir disso, começamos a estimular a leitura e a escrita”, explicou a professora.

 

Segundo Rosemary, em dois anos de trabalho as crianças saíram de uma escrita com letras descontextualizadas para um texto coerente, com começo, meio e fim. “O projeto foi muito positivo para o desenvolvimento pedagógico e principalmente na disciplina dos alunos”, salientou.

 

A professora Rosana explicou sobre o projeto “Chapeuzinho Vermelho” desenvolvido com os alunos do 2º ano. Para ela, este grupo de crianças apresentava muita dificuldade na leitura e na escrita. “Os alunos não sabiam ler e nem escrever. Isso, consequentemente, comprometia todas as outras disciplinas”, contou.

 

Rosana destacou que no projeto os alunos tinham que desenvolver uma peça de teatro, inclusive com o texto. Somente depois de conseguirem escrever o texto é que foi montada a peça teatral. O projeto refletiu diretamente na leitura e na escrita.

 

As professoras reforçaram que quando há motivação e trabalho em equipe, em especial atribuíram a contribuição da coordenadora da escola, Vanessa Bueno Arnosti, que na época era coordenadora da escola.

 

“Essas crianças estavam desacreditadas pelas próprias famílias e por elas mesmos. O projeto transformou o desempenho escolar de todas as crianças que participaram dele”, frisaram as professoras.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Adilson Silveira.

 

Foto Adilson Silveira (1) Foto Adilson Silveira (2) Foto Adilson Silveira (3) Foto Adilson Silveira (4) Foto Adilson Silveira (5) Foto Adilson Silveira (6) Foto Adilson Silveira (9) Foto Adilson Silveira (10)

 

Educação realiza palestras para servidores

Servidores dos centros infantis e Ceiefs da rede municipal de Limeira participaram de palestras que envolveram temas sociais. A ação foi uma realização do departamento de serviço social educacional, da Secretaria de Educação. As palestras trabalharam os temas, “Ética e Humanização na Escola” e “Preconceito”. A inciativa ocorreu em dois dias, quinta-feira, 23 e sexta-feira, 24, nas unidades escolares participantes.

 

“As palestras têm por objetivo promover momentos de reflexão sobre as questões sociais que se manifestam no cotidiano escolar e permeiam o relacionamento escola, aluno e família; repensando as ações e propondo novas estratégias de trabalho que contribuam para a melhoria da qualidade do atendimento e para um ambiente escolar que acolha o aluno e sua família”, ressaltou a assistente social, Fúlvia M. P. Tofoli.

 
O serviço social educacional informa que os centros infantis e Ceiefs que não receberam as palestras, neste mês de julho, serão contemplados com esses mesmos temas abordados. O evento ocorrerá, em 2 de outubro.

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Divulgação

Palestra 1 Palestra 2 Palestra 3

 

Professores municipais participam de formação antes do retorno às aulas

Os professores da Ceief Professor Arlindo de Salvo, antes de retornarem às aulas, participaram de uma formação com a renomada educadora e livre docente da Unesp (Universidade Estadual Paulista), Maria Cecília de Oliveira Micotti. A ação, que foi uma iniciativa da própria escola, ocorreu nesta quinta-feira, 23 de julho, na biblioteca da unidade.

 

A diretora da escola, Cassia Cristina M. de Godoy, disse que a formação foi destinada aos professores de educação infantil e de ensino fundamental. Segundo ela, o objetivo foi proporcionar a esses profissionais a aproximação do ambiente escolar com a universidade. “A intenção foi promover um momento de reflexão referente à alfabetização no sentido amplo da palavra”, salientou.

 

Cássia contou ainda que a professora Maria Cecília tem um grupo de estudos na Unesp, chamado “Raio de Sol”, onde ela coordena e realiza debates sobre a prática docente.

 

“O diálogo com a professora Maria Cecília é uma oportunidade de buscarmos mais qualidade e aprimoramento da prática, de forma que possamos trazer esses aprendizados ao cotidiano escolar. Nós temos uma professora que faz parte do grupo Raio de Sol, ela traz riquíssimas contribuições para a nossa escola”, destacou.

 

Cerca de 30 professores participaram da formação. Muitas escolas da rede municipal promovem formações antes de receberem os alunos do recesso escolar. O retorno às aulas ocorrerá na próxima segunda-feira, 27 de julho.

Jornalista: Vanessa Ferreira
Créditos: Adilson Silveira.
Foto Adilson Silveira (1) Foto Adilson Silveira (2) Foto Adilson Silveira (3) Foto Adilson Silveira (4) Foto Adilson Silveira (5) Foto Adilson Silveira (6) Foto Adilson Silveira (7) Foto Adilson Silveira (8)

Alunos de Limeira participam de passeio ciclístico nas férias

Os alunos da escola Maria Apparecida de Luca Moore, que estão em férias, não descuidaram dos hábitos saudáveis e participaram do “1° Pedal de Férias Luca Moore”. O evento promovido pela escola ocorreu no último domingo, 19 de julho, nas imediações da unidade, no jardim Aeroporto.

 

As professoras, Ana Paula Barros e Juliana Carolina de Souza, organizaram o evento com o intuito de envolver os alunos da escola e seus familiares em atividades saudáveis e educativas, no período de recesso escolar, além de incentivar o uso de bicicletas, e contribuir com a qualidade do ar.

 

“O passeio ocorreu num trajeto de 9 quilômetros, saindo da escola, passando pelo jardim Aeroporto e jardim do Lago. Em seguida, paramos no Parque Ecológico, do Jardim do Lago, para café e descanso. Totalizamos 2 horas de percurso”, informou Ana Paula.

 

Ainda de acordo com Ana Paula, o 1º Pedal de Férias, além dos alunos, contou também com a participação dos pais, professores e comunidade. Todos devidamente equipados com acessórios de segurança. “Contamos também com o apoio da bicicletaria Leal Bike, do senhor Fernando, que é pai de uma aluna da nossa escola e é grande incentivador do ciclismo. Ele foi nosso guia e trouxe também um carro de apoio”, destacou.

 

“Com este evento, os participantes, além de praticarem exercícios, exercitaram também o companheirismo e a parceria. Estas são ações necessárias quando se participa de um passeio como este. Andar em grupo, esperar o colega, incentivar o companheiro para que não desista no trajeto. Um exemplo de saúde e valores realizados de forma diferente e divertida, primordial para esta geração de crianças e jovens”, salientou a professora Juliana de Souza.

 

Jornalista: Vanessa Ferreira

Créditos: Divulgação

Pedal Luca Pedal Luca1 Pedal Luca2 Pedal Luca3 Pedal Luca4